sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

AMAZÔNIA COLÔNIAS ATLANTES

Recentemente, a conceituada Revista Science e a BBC publicaram uma
reportagem relativa à descoberta efetuada na área abrangida pela Floresta
Amazônica Brasileira - precisamente na região do Alto Xingu - onde os
Arqueólogos encontraram: "Um complexo de habitações antigas nas quais
habitaram cerca de 50 mil pessoas, representado por conjuntos de casas e
pequenos vilarejos ligados por uma complexa rede de estradas, grandes
muralhas e conectados por largas praças centrais, além de represas e lagos artificiais", segundo afirmaram os cientistas que analisaram as imagens por
satélite referentes a essa área! - "

"Se avaliarmos a cidade medieval mais comum ou a Pólis grega habitual,
a maior parte delas é mais ou menos do tamanho do que encontramos na
Amazônia. Apenas que estas últimas são muito mais complexas do ponto de
vista do planejamento" - declarou o Dr. Mike Heckenberger, Antropólogo da Universidade da Flórida, comprovando, assim, a elevada evolução cultural
daquele misterioso povo. E aquele cientista ainda acrescentou: - "Eles tinham notáveis planejamentos e organização, muito mais do que os clássicos
exemplos do que chamamos de urbanismo"
A vastidão impenetrável de toda a Floresta Amazônica
está mesmo repleta de PIRÂMIDES e de velhas ruínas
deixadas por uma evoluída civilização do passado
Imagem  Google Earth mostrando uma enorme
pirâmide perdida na Selva Amazônica Brasileira
Duas pirâmides do Egito, sendo a da parte superior na imagem
a (colossal) Grande Pirâmide de Gizé.....
....  mesma imagem devidamente planificada.....
Duas "simples montanhas" não?
Outra pirâmide em meio à selva brasileira, possivelmente onde se situaria
AKAKOR - uma das três lendárias "Cidades perdidas dos deuses",
milênios engolidas pela vegetação hostil e impenetrável. Pirâmides? SIM,
pois tudo, então, nos remete ao Antigo Egito, uma colônia afastada de uma
grande civilização perdida!
Tal imponente construção, cuja reprodução vemos acima, foi outrora,
imponente - e hoje jaz soterrada há milênios, fazendo parte de um
enorme complexo, talvez com as suas ramificações subterrâneas
- bem ao estilo dos segredos do Antigo Egito.
Viajantes das estrelas, todos somos peregrinos - almas viajantes dessa
maravilhosa vastidão resplandecente que nos cerca, Obra maravilhosa do
Sempiterno Deus! Cada um de nós - cada uma raça, cada povo, cada nação
- temos missões bem definidas a desempenhar.

A Criação não é uma ideação abstrata, ou sequer uma brincadeira da
Divindade. Tudo tem o seu propósito, tudo tem o seu Tempo. A Teoria da
Evolução é uma farsa, e cada vez mais a verdadeira Ciência tende a provar
isso.

Os Cro-magnon e os Neanderthals jamais foram os nossos ancestrais.
Muito menos os primatas! - "Como homem conseguiu seu cérebro, essa
maravilha que o tornou a espécie dominante neste mundo?" - esta é,
portanto, a pergunta que aflige as mentes científicas mais investigativas.

A resposta a essa crucial pergunta não deve, por conseguinte, ser buscada
em meros padrões pré-estabelecidos, ou sequer em meras convenções
- hoje cânones não tão absolutos e intocáveis como outrora. Sabe-se que o
Homem - o chamado Homo Sapiens sapien - surgiu muito repentina e
abruptamente no cenário da Terra. Já está provado que no hipotético
"relógio" da longa evolução terrestre, nos seus hipotéticos 60 minutos, ele
surgiu apenas no "último desses minutos"! De onde teria vindo então? Não
existem mutação entre as espécies e tampouco gerações espontâneas no
sentido de ser criado, ao acaso, uma ser altamente senciente e inteligente
assim de uma hora para outra.

A resposta maior, a maior de todas, deverá certamente advir das estrelas
mais distantes, tão numerosas quanto todas as areias dos mares da Terra
- as mais distantes estrelas que, um dia qualquer, trouxeram a LUZ ao
cérebro, a Perfeição Cósmica ao corpo maravilhoso do homem.

 Site Dominios do Fantastico

Nenhum comentário:

Postar um comentário