sábado, 19 de julho de 2014

BELEZA SECRETA DA INTERNET


Um arquiteto britânico com uma quedinha por computação passou os últimos dez anos desenvolvendo um software maluco. O programa analisa os dados de um site de grande acesso, em um dado momento, e transforma as informações em um trabalho artístico luminoso. O resultado, como se pode ver nas imagens, parece uma explosão espacial, fogos de artifício ou coisa parecida.

Martyn Dade Robertson, o nosso criativo personagem, desenvolveu o trabalho através da Universidade de Newcastle (Inglaterra). A ideia do pesquisador era criar uma maneira de expressar visualmente a movimentação de um site, os cliques e os links utilizados pelos usuários.
Para isso, o software Data Portrait (“retrato de dados”, na tradução literal) captura todas as informações relativas a um site em um determinado instante. A “foto” que se cria é um interessante emaranhado de pontos e linhas brilhantes.

Os pontos representam todos os componentes de uma página: os botões, os atalhos e os destaques. As linhas, por sua vez, mostram os hyperlinks. Todas as ligações externas feitas pelos usuários são captadas pelo programa de Robert.
Uma vez impressa, a imagem de cada site pode ser manipulada, de forma que as linhas podem aumentar ou diminuir de comprimento, largura e intensidade, por exemplo. A intenção principal do arquiteto é artística: visa criar imagens bonitas a partir de conteúdo online.

Para exibir o trabalho ao público, Robertson capturou imagens de sites como o Google, o da Nasa e o da revista norte-americana Wired, que contam com grande acesso. Como consequência, o que se vê nos retratos é um número incontável de ligações entre traços e pontos reluzentes. Uma galeria com a obra dele pode ser conferida aqui.
O conceito de transformar informações de rede em arte ainda é relativamente novo, razão pela qual Robertson já declarou que pretende levantar fundos para levar sua pesquisa ainda mais adiante. No mínimo, é uma maneira mais divertida de enxergar a densidade de informações que atravessam a internet o tempo inteiro. 
Ypescience Science Daily   Wired   Data Portraits

Nenhum comentário:

Postar um comentário