domingo, 14 de abril de 2013

ABELHAS TÊM CAPACIDADE DE ELABORAR DEDUÇÕES

Apesar do cérebro extremamente pequeno, as abelhas são inteligentes o suficiente para escolher as flores com o néctar mais saboroso, a partir de dedução e pensamento lógico.

Cientistas da Queen Mary, Universidade de Londres (Inglaterra) descobriram que as abelhas observam e copiam umas as outras para descobrir quais são as flores com o néctar mais doce, ou seja, o que fornece mais energia.

A maior parte das abelhas operárias visitam milhares de flores todos os dias em busca de néctar. Elas observam as cores das flores que suas companheiras preferem, e copiam seu comportamento. Isso pode ser um atalho para o sucesso, pois descarta a desgastante tarefa de explorar cada flor para ver se ela tem alimento.

Em um experimento realizado em laboratório, pesquisadores criaram um espaço com diversas flores artificiais coloridas. As abelhas foram treinadas para saber em que flores elas encontrariam açúcar. Em seguida, abelhas observaram suas companheiras por uma tela e escolheram as mesmas flores, ignorando as restantes, de cores diferentes.

“Nosso estudo mostra como as abelhas usam associações passadas para tomar decisões sobre quando copiar os outros. Quase todos os animais, incluindo os seres humanos, também são capazes de fazer esse tipo de associação. Isso sugere que outras espécies, e não apenas as abelhas, podem também usar esse processo lógico para aprender com outros”, disse Erika Dawson, estudante da Universidade de Londres.

O psicólogo russo Ivan Pavlov se tornou famoso no início do século XX após descobrir que os cães podem ser condicionados a salivar ao som de um sino, por ele ser associado à hora em que os animais comem. Os pesquisadores acreditam que as abelhas podem seguir uma lógica semelhante.

LiveScience/Health24

Nenhum comentário:

Postar um comentário