quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

AMAZÔNIA STONEHENGE

Floresta Amazônica Brasileira, palco de uma sensacional descoberta arqueológica efetuada no ano 2005 mas somente divulgada em maio de 2006. Na região abrangida pelo Estado do Amapá, próximo a Calçoene, 127 blocos de granito distribuídos por uma vasta região, representam aquilo que os arqueólogos consideram como "O Stonehenge da Amazônia", possivelmente um colossal observatório astronômico do passado remoto - e com uma idade estimada em 2 mil anos, ou talvez muito mais. Os perplexos arqueólogos justificadamente consideram que somente uma sociedade dotada de uma cultura complexa, além de altamente organizada, seria capaz e produzir tais feitos e, principalmente, que essa descoberta serve para enterrar de vez a crença de que a Amazônia jamais abrigara sociedades desenvolvidas.

Como também afirmam que as recentes descobertas efetuadas na Floresta Amazônica cada vez mais revelam os indícios de culturas organizadas, algumas com mais de 5 MIL anos de idade! Já a arqueóloga Mariana Petry Cabral, do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá, IEPA, acredita que essas ruínas possam ter pertencido a uma espécie de templo, aliado a um observatório astronômico. A disposição dos monólitos marca com extrema exatidão o solstício de inverno e, ao final do ano, a luz do Sol passa exatamente pelo meio de um deles. E tal como em Stonehenge, o mistério continua. Nesse caso da Amazônia, os arqueólogos da mesma forma não sabem qual povo erigiu esse intrigante complexo e muito menos QUAL a tecnologia empregada para cortar, mover, transportar e dispor as enormes rochas graníticas que o compõe. Na foto, vemos a imensa escultura de um estranho animal, também existente naquele local. [FOTO: Jornal O GLOBO, Rio de Janeiro]
Aqui, mais alguns detalhes dos enormes blocos rochosos - todos postados em círculos no alto de um morro - que fazem parte do intrigante complexo de ruínas do Amapá. Os arqueólogos concordam que esses enormes blocos de pedra, pesando várias toneladas e ostentando alturas que ultrapassam os 3 metros, foram obras de uma civilização que detinha elevados conhecimentos de Engenharia capaz de erigir edificações sofisticadas, além de possuir um conhecimento muito especializado sobre fenômenos celestes!
Sem dúvida alguma, a misteriosa e impenetrável Floresta Amazônica esconde estonteantes segredos. Segredos que dizem respeito à existência de uma (ou talvez mais de uma) avançada civilização desconhecida que há milhares, ou quem sabe milhões de anos atrás, a povoou, deixando as suas marcas em meio à vastidão verde, hostil e misteriosa daquelas selvas. Há sinais por todos os lados, vestígios que cada vez mais se tornam absolutamente inequívocos. Será, porém, a moderna tecnologia espacial que começará a desbravá-los:
Uma vez que nessa incomensurável vastidão verde e hostil, existem lugares tão impenetráveis os quais o homem branco jamais sonhou em atingir e onde nem mesmo os índios se atrevem a ir! Na foto acima, o satélite da ESA (Agência Espacial Européia) nos mostra na Floresta Amazônica Brasileira uma imensa área cortada pelo Rio Negro. Aqui há inúmeras surpresas. Observe essa imagem com bastante atenção..... (FOTO: © ESA, por especial cortesia do nosso estimado visitante Mariano)
Onde na extremidade superior esquerda, existem estranhas edificações que lembram PIRÂMIDES!.... (sobre FOTO: © ESA)
E na região central, um imenso e muito evidente monumento em forma de rosto!...... (sobre FOTO: © ESA)
..... Que, por sinal, não é o único! Veja, um outro logo abaixo dele, como também um curioso perfil bem abaixo da região cortada pelo Rio Negro. Tudo, evidentemente, feito para ser visto a partir do céu! (sobre FOTO: © ESA)
.... E na extremidade direita, vemos uma espécie de monumento que pode ser confundido com uma montanha - por sinal inteiramente distoante da paisagem circundante e que parece ter sido artificialmente construído! Pode se tratar de uma antiga e além de tudo colossal fortaleza! Note-se a muralha na sua parte superior, bem como as suas grandes torres circulares. (sobre FOTO: © ESA)
As fotos tomadas por satélites não mentem! Existem mesmo estranhas estruturas espalhadas pela vastidão da Floresta Amazônica intocada há milhões de anos! QUEM exatamente as teria erigido? Mistério! Veja, por exemplo, esse outro estranho complexo na extremidade inferior direita dessa imagem - tomada em uma outra área.....
..... E eis o seu correspondente negativo. Note-se, logo acima das estruturas retangulares e bem no canto da imagem, algo que parece ser uma pirâmide! E por falar em pirâmides desconhecidas nas selvas amazônicas, sempre vale relembrar essa outra antiga foto de satélite tomada sobre uma região inatingível e denominada Paratoari, que mostra um enorme complexo com nada menos que oito delas (na foto, ao centro), já bem próximo da fronteira do Brasil com o Peru!
Todos eles monumentos envolvem um alto conhecimento tecnológico, ainda hoje fora do nosso alcance mesmo com todos os nossos tão decantados progressos do século XXI. Conhecimentos que vão desde as suas localizações muito específicas, como também e muito principalmente no que tange à tecnologia empregada para construí-los. Na imagem acima, o esquema do fantástico complexo do interior da Grande Pirâmide de Gizé, Egito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário